Instagram             Facebook           ✉ petfarmaciaufms@gmail.com

Farmacovigilância: uma proposta de ensino-aprendizagem

Projeto voltado a sensibilização dos profissionais de saúde e acadêmicos sobre a importância da farmacovigilância. Visa colaborar com a estruturação do serviço de farmacovigilância do Núcleo Hospital Universitário que não possui serviço de farmacovigilância atuante. A portaria Interministerial MEC/MS n° 1.005, de 27 de maio de 2004, determina como pré-requisito obrigatório para certificação de hospitais de ensino que os mesmos possuam esses serviços, os quais são fundamentais para auxiliar na promoção da segurança dos pacientes. Este projeto teve inicio no ano de 2014, com a preparação do material didático e capacitação dos acadêmicos e agora deverá ocorrer a sensibilização dos profissionais para adoção de condutas relativas a farmacovigilância.

Cuidados Farmacêuticos para idosos atendidos no Projeto  UnAPI

Neste projeto (Universidade Aberta a Pessoa Idosa) são atendidos cerca de 30 idosos, com atividades que envolvam diferentes cursos da UFMS. São oferecidos diversos tipos de atividades, no sentido de possibilitar o acesso dos idosos a conhecimentos e tecnologias que usualmente os mesmos não teriam disponíveis. Além disso, também são trabalhados temas ligados a saúde, como hábitos saudáveis de vida, alimentação, uso racional de medicamentos, entre outros, na forma de acompanhamento para questões ligadas ao processo saúde-doença. Assim, os alunos do Grupo PET Farmácia se integraram ao Projeto para orientar as questões referentes aos medicamentos e o manejo de doenças como Hipertensão arterial e diabetes.

Ações multiprofissionais para a promoção de saúde em idosos institucionalizados no município de Campo Grande-MS

O processo de envelhecimento é inerente a todos os seres humanos, pois, trata-se de um fenômeno fisiológico, dinâmico e progressivo decorrente do declínio funcional de todos os sistemas do corpo. Neste contexto, este projeto estruturou uma equipe multidisciplinar formada por discentes e docentes dos cursos de Fisioterapia, Odontologia, Farmácia e Nutrição, com a proposta de realizar ações integradas de avaliação, de educação e de intervenções na população de idosos moradores da SIRPHA- Lar dos Idosos, uma Instituição de Longa Permanência. O desenvolvimento das ações prevista permitirá ao aluno orientar o uso racional de medicamentos, identificar problemas de farmacoterapia, comum entre a população idosa, dado o grande número de medicamentos em uso, além de preparar para o trabalho em equipe.

Cuidados Farmacêutico em Farmácia Comunitária

Nos Estados Unidos surgiu a Farmácia Clinica, no âmbito hospitalar, na década de sessenta. Hoje pode ser desenvolvida em hospitais, ambulatórios, unidades de atenção primaria a saúde, farmácias comunitárias, instituições de longa permanência e domicílios de pacientes, entre outros. Essa expansão ocorreu, em parte, como resposta ao fenômeno da transição demográfica e epidemiológica observado na sociedade que repercutiu nos sistemas de saúde e exigiu um novo perfil farmaceutico. Assim, o farmacêutico contemporâneo atua no cuidado direto ao paciente, promove o uso racional de medicamentos e de outras tecnologias em saúde, redefinindo sua pratica a partir das necessidades dos pacientes, família, cuidadores e sociedade. Assim a academia deve propiciar esta vivencia ao aluno.